A divina comédia



Eu sou uma pessoa muito caseira. Procuro evitar sair muito até poque sou bem irresponsável, sempre que saio acabo aprontando muito. Eu tenho dezoito anos, e não perco a oportunidade de tocar uma campainha de uma casa e partir doido na carreira. E verdade, a vida é uma criança, e o que eu mais tenho medo é de perder a juventude e a vontade de viver. Procuro sempre obter um belo sorriso, e uma ótima piada na ponta da língua, e acho que isso é eficaz para uma vida saudável, afinal, como já diz os mestres :" Não existe tirania que regista a uma gargalhada que dê três voltas em torno dela". E principalmente agora no Brasil, a situação em que vivemos, a unica maneira de aturar e engolir tudo isso é sorrindo.
Eu sempre falo que tenho uma enorme admiração por três tipos de pessoas, doidos, palhaço, e mentiroso. Porque eles são parecido com os escritores, doido e palhaço eles é mestres para revelar o que tem por trás da aparência, falam coisas que nós que temos um juízo quase perfeito não temos coragem de falar. E os mentirosos também, se parecem muito com os escritores. Veja bem, existe um mote que diz " Há uma preguiça com asas, outra com chifre e com rabo, há uma preguiça de Deus e outra do Diabo" a mesma coisa eu digo da mentira, sou a favor da mentira de Deus, sou a favor de quem mente por amor a arte. E escritor é nadado para inventar coisas que não existe, no mundo dos mentirosos, escritores, doidos e palhaços é possível uma vida sem preocupações que é criada do nada. A divina comédia, ainda existe dentro de alguns que não se deixou levado por musicas e culturas estrangeiras de segunda classe, que afirmam que o Brasil é um país de terceiro mundo. As vezes vocês podem achar que isso é uma utopia, mas com nossas idéias, gostos e com com um sorriso na cara, transformamos um Brasil corrupto, em um país serio, vigoroso e leal.

Paulo Lima
(Escritor e Poeta)

Comentários