Um pouquinho do que eu passo..



Muitos dizem que tudo oque eu escrevo, eu estou sentindo. É, pode até ser. O fato é que eu sou um escritor, não quer dizer que tudo oque eu escrevo eu estou sentindo. Eu posso escrever um texto triste, mas não quer dizer que esteja a ponto de chamar a morte. Mas a maioria das coisas escritas, é sim oque eu sinto ou vivo. E ultimamente estou sentindo muitas coisas ao mesmo tempo. Não sei oque é exatamente, mas esta me incomodando de uma forma assustadora. Chego as vezes a pensar no pior, e se pensamos assim, a coisa não é das melhores. Ultimamente amigos e até familiares estão conspirando contra mim, dentro de casa mesmo, eu estou sem intender. Olhe, família unida é tudo. Mas família como a minha é uma bosta, e vez ou outra é um conspirando contra o outro. Mas o fato é que meus pais se tornaram um pouco arcaico, e infelizmente não entendem que eu preciso um pouco mais de liberdade. Uma liberdade que eu nunca tive, e que agora na nova fase de minha vida, quero e necessito ter. Se houver algum pai, que tenha um filho entrando na idade adulta lendo meu texto, não cometa o mesmo erro que comentem meus pais. Esse  é o pior erro, além, de ser um crime ( carcere de privado). Se filho começa a sustentar teorias desconhecidas e assustadoras, e pode ser muitas vezes fatais. Eu, não sei até onde vou suportar tamanha falta de liberdade. Afinal, ninguém é obrigado a ser humilhado, ninguém é obrigado a aturar deboches irônicos por causa de um prato de comida ou vestimentas de marcas. Melhor a humilhação da vida do que a humilhação familiar.

Paulo Lima  
(Não corrigido por motivos de preguiça...)

Comentários