Uma carta para ninguém - Hellen Fernandes




"Eu queria, de verdade eu queria ser eterna, mas sei que os dias vão passar e eu também. Vai chegar uma época da minha vida em que eu vou sentar na varanda da minha casa, acender meu cigarro, bota café na minha xícara predileta e ver as estações do ano passarem, talvez eu leia e releia essas coisas que eu escrevo, talvez essa carta seja pra o meu eu futuro, ou não.
Eu só acho que a eternidade é uma incógnita nunca revelada, devido ao seus sentidos, o que é eterno? Certamente, uma coisa que não passa, mas o que não passa ? O que fica ? Porque fica ? 
É um questionamento intenso e me pergunto, entre agora e o eterno o que eu escolho? E ai eu penso novamente, eu queria ser eterna, mas não sou, sou passageira, tudo isso é passageiro, não existe eterno coisa nenhuma.
Quando alguém ler isso, saberá que eu não fui eterna e essas palavras podem até ficar mais tempo que eu, mas vão passar.
Então, você ai! Quando ler isso, saiba morri, ou estou morrendo a cada dia. Só queria mesmo deixa essa carta pra ninguém."

-Fernandes, 09/09/16

Comentários