Paulo Lima - Retirante

Paulo Lima - Poeta jacobinense


Ei matuto retirante, me conte uma coisa
Seja culto, escute e responda sem que haja demora,
A que horas começa a quadrilha, a festa da cumeeira
Ou a reza da Nossa Sinhora?
Retirante me conte se pur essas bandas
Existe horário de verão,
Para que assim eu num perca
A saída da bela calunga do velho sertão.
Olhe cabra, me conte adonde descansa essa gente
E me livra da tanto sufoco.
Me mostre uma sombra de um juazeiro
Ou uma velha barraca de palha de coco.
Me diga adonde canta, adonde se dança
E adonde eu vejo a boiada,
E adonde a paz que aqui habita
Pur esse povo é encontrada.
Boiadeiro me conte ainda, purque uma terra como essa
Num é capaz de chorar?
Pois mesmo na lida diária, no sufrimento sentido na pele
Essa gente é capaz sonhar.





Paulo Lima







OFERECIMENTO:







Gabriella- Batons Matte


Gabriella- Batons Matte
Contato via WhatsApp: (74) 9132-8984

Comentários