Paulo Lima - Caém do meu agrado


Eita Caém do meu agrado 
Caém do meu viver, 
Canta tanto que encanta a gente 
e zomba no sofrer.

Eita Caém de simpatia 
Caém do coração
Caém de belas moças 
Caém do meu sertão.

Terra areais finas 
De lindas meninas
Vem cantar comigo 
Tuas serras nordestinas.

Caém de muito amor 
De belezas naturais, 
Caém de diversidade,
De gentes, de animais...

Ah! Que terra linda de se ver.
Povo alegre que esbanja simpatia. 
Venha vistar essa terra 
Corra dentro, para o Caém de minha Bahia.

Paulo Lima 

Comentários