Paulo Lima - Cruviana

Inspirações são mais que cartas de amor
É ave, é riso, rios e flor.
É de longe a mais bela prosa.
São as mais belas coisas, tão formosas.

São os campos,
Para sempre, os campos...

São as frutas, néctares,
Montanhas, veios e morros .
Ruínas de prédios antigos.
É a ruga da face apunhalada.
É como colo de mãe, abrigo...

É o soluço do choro,
No peito, o choro...

São as imagens que vivi.
A pobreza que está bem perto.
É a fome, a sede,
O frio do pobre descoberto.

É o caminho certo
De quem segue apenas os loucos.
É doçuras ou travessuras,
São os barcos, os portos.

São as flores
Primavera, as flores...

São os filmes apaixonados.
A tristeza de cada lágrima que caia.
E cada anjo que iluminaste.
Cada noite, que seja fria!

São as noites cruvianas
Para sempre, cruvianas...

Comentários