Paulo Lima - Reza de libertação



Com meus 12 santos enfileirados
Com 12 velas de pavis queimados
Eu te rezo!
No búzio escuto o que revelam
As folhas todos os projetos secam.
Eu te rezo porque tua alma fede.
Rezo porque meu amuleto pede.
Te rezo porque tu tem trabalho.
Feita pela unha, fio de cabelo, na cama que dorme,
Pela mão preta do "home",
Pela inveja e pela comida que come.
Te rezo com todos os santos.
Mato galinha, efeito de fita e te cubro com manto.
Te rezo e retiro toda bruxaria e todo feitiço em ti jogado.
Te rezo com folha de vilão encontrada no mato.
Murcho teu olho gordo e tua inveja eu tiro com a mão.
Te tiro daqui com todos os santos,
Pois meu terreiro pra ti é mansão.
Em encruzilhada te despacho.
Arrebato teus medos,
Averíguo teus segredos,
Conto pra padim todos feitiços que acho.
De alho te banho e com fé te revisto,
Te tiro das trevas pelas ordens do meu santo cristo.
E com todos os santos, amuletos, pai de santo e orixás,
Quebro a macumba que envenena tua alma
E alegra satanás.
E que assim te proteja e teu corpo se feche para as obras que vem.
Estrela que vinga, caboclo eu mato,
Amém.


Paulo Lima

Comentários