Artistas da terra

Escritor e poeta- Paulo Lima



LUA


Era uma noite fria,
carma e serena.
Quando eu comecei a oiar
uma bela morena.

Brilhava tanto
que eu ficava arretado.
Mas eu gostei da ideia
que ficava encantado.
Era sem duvidas a #Negra
mais perfeita que andou
EM RIBA DA TERRA.
O sertão de Jacobina
por ela vivia em guerra.
Quando ela me oiava
meu estomago ativava barboletas.
A #Negra mais inluminada
e mais perfeita que uma violeta.
Nas noite, eu sentava na varanda
lá nos canto mermo
isperando o brilho da minha flor.
Mais, a cada noite que passava
a rosa ia perdendo a cor.
Minha Janela,
a cada dia iscuricia.
Minha noite de aligria
aos poucos nem carecia.
Foi então que um dia
na minha grande solidão,
sentei para ver a negra
só via iscuridão.
A Lua disapariceu
a morena da minha vida.
Que natureza pobre
tão pobre e poluída.
Acumo é meu Deus,
que a gente tão sofrido
se deixa render a tamanha
poluição?
Cada dia que passa
vai sumindo, a #Negra do Sertão.
Paulo Lima

A ultima lagrima


Entre os rostos se agasalham 
um sentimento de tristeza.
Entre lagrimas e choros,
águas de pureza.

Iscorreno pelo rosto 
sem ninguém para Inxugar.
Choro de tristeza 
que só permite amar, amar e amar.

Nessa vida bem sufrida
apanhou e nem bateu. 
Hoje choras meu bem
por uma vida mais amores 
A felicidade que morreu.

Mais se tu achas 
que a retirante se rendeu 
é purque não aprendeu.
A disventura murreu
ele apanhou e sufreu 
Mais no fim de tudo
caído e sufrido no chão
a ultima lagrima desceu.

Paulo Lima 


Amor de ninguém 

Já amei a Lua.
Já amei as istrelas.
Já amei o Sole também.
Amor...
É um sentimento que ardê no peito,
que vai e que vem.
Ai a gente acaba inludido
por um amor que nada tem.
Amar perfeitamente, quem nunca?
Eu amo um arguém!
Porém, não fui amado também.
Fui inludido no amor
um amor que ninguém tem..
Aceito minha solidão
de ser amado por ninguém..
Mais, quem sabe um dia
eu me apaixone pelas nuvens.
E que seja um sentimento que se mantém.
Eu só ispero,sô, que um dia,
arguém me ame também.


Paulo Lima 


Escritor e pintor Maicom Douglas 












Comentários